top of page
  • rrm323

Resultado da Busca de Anterioridade (pesquisa)

Nosso site recebe muitos pedidos de Busca de Anterioridade diariamente, estas pesquisas são solicitadas por pessoas que pesquisam na internet por “marcas e patentes” e querem informações de como proteger uma marca que usam ou pretendem usar.

Estes visitantes preenchem o formulário e nos encaminham seu “desejo”, aguardando ansiosos pelo resultado.


Quando o resultado é positivo, há apenas duas reações:

– Aqueles que relaxam e continuam usando (ou iniciam o uso da marca) sem o registro;

– Aqueles que se apressam em proteger a marca enquanto ela ainda está livre para registro.

Os primeiros mantém-se no fio da navalha, pois daqui há alguns dias o resultado da busca pode ser diferente, pois alguém pode pedir o registro da marca que eles desejam… quanto à isso já escrevi um artigo.

Mas reação curiosa acontece quando a marca é considerada INVIÁVEL.

Recebemos e-mails com reações as mais diversas:

– Desesperados, perguntando “como” isso pode acontecer;

– Irritados, exigindo explicações;

– Inconformados, pedindo para verificar novamente;

– Revoltados, alegando que as anterioridades (marcas registradas antes) não impedem o registro, pois há uma diferença de uma letrinha, etc…

É para estes, indignados, inconformados, irritados, revoltados e até perplexos que escrevo este post.

Vocês realmente acham que é interessante para nós, do E-Marcas, dizer que uma marca é “INVIÁVEL”?

O que ganhamos com isso? NADA!

Pelo contrário, PERDEMOS, pois se a marca é viável, há chance de você ou sua empresa contratar nossos serviços, se ela é inviável, essa possibilidade desaparece!

E mais, temos a sensação de frustração, pois nosso trabalho (de pesquisa e análise dos resultados) resultou em um “NÃO” o que nos dá a impressão de termos trabalhado inutilmente.

Mas então, porque somos tão exigentes e rigorosos com nossas pesquisas (buscas)?

Poderíamos responder essa pergunta com outra pergunta:

– Você prefere ouvir a verdade, por mais cruel que seja, ou prefere ser enganado?

Nós preferimos dar a resposta cruel, mas que não colocará sua empresa em perigo, não gerará um problema que, no futuro pode até provocar a FALÊNCIA de sua empresa, pois poderia provocar uma AÇÃO JUDICIAL na qual você poderia ter que pagar indenizações que acabariam por quebrar sua empresa.

Daí perguntamos novamente, desta vez, encerrando a conversa:

– Você prefere ouvir a verdade, por mais cruel que seja, ou prefere ser enganado?

Pra quem prefere ser enganado eu escrevi esse outro artigo.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Sua marca não vale nada!

Se a maioria faz uma coisa é porque esse deve ser o caminho a ser seguido, não é? Então, se a maioria não registra a marca, isso é o que deve ser feito. Mas não se preocupe, essas empresas que registr

A quem pertence Deborah Secco? Tadinha dela!

Sites com o nome da estrela da novela das oito não pertencem à atriz, pois foram registrados por outras empresas. Outras marcas famosas enfrentam problemas parecidos. Quem assiste à novela das 8 “Amér

Comments


bottom of page